ONE STOP SHOP para todas as soluções comerciais e fintech entre Brasil e EUA.

A partir de hoje, a fatura do cartão de crédito inicia a cobrança do câmbio pelos dados da compra internacional

Atenção galera ..... fiquem espertos ..... a partir de hoje, fatura do cartão de crédito inicie a cobrança do câmbio pelos dados da compra internacional ..... mais uma razão para se aderir aos serviços da empresa para driblar esses cartões cuja gestão inteira e bancos abusivos no Brasil ....

Brasileiros que usam o cartão de crédito para realizar compras internacionais em solo estrangeiro devem ficar atentos para as novas regras que passaram a partir do dia 1 ° de março. A cotação do dólar que será utilizada na conversão de gastos com cartão de crédito será correspondente ao dia da compra e não mais ao câmbio de dados de fechamento da fatura.

Uma nova medida já foi divulgada e já foi utilizada pelo Banco Central no final do ano passado. Em linhas gerais, como operadoras de cartão de crédito na hora de realizar uma cobrança sobre os gastos no exterior devem considerar os impostos de câmbio no dia em que for feita a transação, e não mais nos dados de fechamento da fatura.

Nova regra necessária ou maior conhecimento sobre quais são os gastos e o planejamento de pagamento de compras, já que o cliente terá precisão sobre o quanto está sendo gasto na medida em que as compras estão sendo executadas. E permite trabalhar com possibilidades de cotação no dia em que sua fatura é finalizada.

Os bancos, a partir de agora, podem selecionar opções alternativas de pagamento de gastos no exterior. Regra passa um valor para todas as faturas fechadas a partir de 1 ° de março.

Mas, ainda assim, a operadora oferece também ao cliente ou modelo de cobrança anterior, com base na cotação da moeda estrangeira nos dados de pagamento da fatura.

Ainda de acordo com as novas medidas, caberá como operadoras divulgadas diariamente até 10h da manhã no horário de Brasília, em todos os canais de atendimento ao cliente, um taxa de conversão em quatro casas decimais de dólar dos Estados Unidos para reais usadas no dia anterior.

Vale ressaltar que as taxas de conversão para cada gasto continuarão sendo aplicadas pelo emissor do cartão de crédito.

Desta forma, pode-se variar de acordo com cada banco, sem definir qual o valor através do uso do seu cartão de crédito internacional.

Já na fatura deve estar descrito cada moeda gasta em que foi realizada, o valor equivalente em dólares e em reais, e os impostos de conversão do dólar em reais.

Os brasileiros estão gastando menos no cartão de crédito no exterior. Os dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) mostram que esta prática caiu 1,6% no ano passado acumulado até setembro, por US$ 6,6 bilhões.

Já com acordo com o Banco Central, em 2019, 49% das despesas de viagens internacionais foram pagas via cartões internacionais. Este número representa um retorno de 3,7% em 2019 e o valor menor em 3 anos.

 

Fontes: Bloomberg e Intelprise

Compartilhar esta postagem

Compartilhar facebook
Compartilhar google
Compartilhar twitter
Compartilhar linkedin
Compartilhar pinterest
Compartilhar print
Compartilhar email
Rolar para cima