ONE STOP SHOP para todas as soluções comerciais e fintech entre Brasil e EUA.

Banco Central da China vai injetar 1,2 trilhão de yuans no mercado

Instituição diz que atua para "manter a liquidez razoável e adequada no sistema bancário e uma operação contínua no mercado monetário durante o período de prevenção e controle da epidemia"

China, Bandeira

Banco do Povo da China (PBoC, sigla em inglês) anunciou neste domingo que injeta 1,2 trilhão de yuans por meio de operações no mercado aberto, na segunda-feira (3).

A instituição diz que atua para “manter a liquidez razoável e adequada no sistema bancário e uma operação contínua no mercado monetário durante o período de aplicação e controle da epidemia” de coronavírus. O PBoC informa ainda que a liquidez em todo o sistema bancário é de 900 bilhões de yuans maiores do que o mesmo período do ano passado.

O comunicado é divulgado no momento em que a China se prepara para os mercados novamente abertos nesta segunda-feira, após as solicitações ou o feriado prolongado do Ano Novo Lunar para tentar impedir a disseminação do coronavírus.

 

Compartilhar esta postagem

Compartilhar facebook
Compartilhar google
Compartilhar twitter
Compartilhar linkedin
Compartilhar pinterest
Compartilhar print
Compartilhar email
Rolar para cima